Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo

Viva celebra 10 anos com ‘O Clone’ e traz ‘Selva de Pedra’ em sua 1ª reprise

Jade (Giovanna Antonelli) e os cloninhos de Murilo Benício, parceria que deu em casamento na vida real/Divulgação

Saudades de Jade, Doutor Albieri e do Murilo Benicio multiplicado por três? O Viva traz de volta o grande sucesso de Glória Perez, “O Clone”, de 2001, para abrir as celebrações pelos 10 anos do canal. A data, precisamente, é 18 de maio de 2020, o que significa que o canal completou nove anos exatamente ontem.

“O Clone” entrará no lugar de “O Cravo e a Rosa”, de Walcyr Carrasco.

Outra supernovidade no pacote da próxima temporada atende por “Selva de Pedra”, a segunda versão, claro, com Fernanda Torres. De Janete Clair, a novela de 1986 ganhará sua primeiríssima reprise, já que nunca foi vista nem no “Vale a Pena Ver de Novo”.

Tonyh Ramos e Fernanda Torres em ‘Selva de Pedra’/Divulgação

Será também a segunda obra de Janete Clair no Viva, onde noveleiros profissionais sempre clamam por obras da autora, mas nem sempre podem ser atendidos, por uma série de restrições impostas pela família e por questões de direitos musicais, onde a maior parte dos entraves acontece.

“Selva de Pedra” virá na vaga de “Terra Nostra”.

Por fim, “Porto dos Milagres”, a terceira novela hoje em exibição no Viva, cederá a vez para “Chocolate com Pimenta”, essa sim, bastante reprisada, mas também sempre infalível para seduzir a audiência. É ouro hit de Walcyr Carrasco originalmente exibida na faixa das 18h, assim como aconteceu com “O Cravo”, que eu, pessoalmente, acho mais bem-sucedida na sua realização final.

Se a trinca não mudar até lá, o que costuma ocorrer com alguma baixa frequência, mas acontece, esta será a seleção de folhetins do canal na próxima temporada.

Já vamos evocar Nazira, personagem de Eliane Giardini em “O Clone”, que, aliás, bem poderia ser parente de sua personagem em “Órfãos da Terra”. Fora todo o vocabulário que Glória Perez nos trouxe do Marrocos, bem mixados à Língua Portuguesa, que divertia tanta gente.

Lembrando ainda que a novela fez tanto sucesso que a Telemundo, rede voltada ao público hispânico dos Estados Unidos, fez uma versão da brasileira, chamada “El Clon”.

 

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione