Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo

Netflix no Brasil reforça apostas populares, com tendência teen

Leandro Hassum no filme de Natal que fez boa audiência no fim do ano / Divulgação

Com um evento virtual cercado de mistérios, a Netflix anunciou nesta quarta-feira (14) alguns títulos previstos para este ano e 2022, mas nada foi falado a respeito das segundas temporadas de “Bom Dia, Verônica”, que fez muito barulho no ano passado, e “Irmandade”, que deveria começar a ser gravada em março.

De modo geral, as produções enfrentam restrições em função da pandemia, caso que atinge também a 2ª temporada de “Sintonia”, grande sucesso brasileiro da plataforma.

Mas outros títulos estão a caminho, todos com uma pegada muito popular, capazes de agradar qualquer canal de TV aberta. Não que um serviço de streaming não possa ter opções para a massa, mas o anúncio do dia aponta para uma predominância do gosto médio, com tendência a agradar o público teen, em detrimento de um conteúdo mais segmentado, que no início da febre do streaming servia para capturar nichos descontentes com a TV aberta.

Como me disse outro dia um requisitado ator e roteirista, a Netflix quer ser a Globo e a Globo quer ser Netflix.

Mas a Netflix parece de olho em um perfil cada vez mais popular, abraçando com êxito figuras criadas sob o domínio de Silvio Santos, como Maisa Silva, Larissa Manoela, e agora, Eliana e Paulinho Gogó.

Entre produções nacionais a curto prazo, o destaque fica para “Vizinhos”, novo filme de Leandro Hassum.

A iniciativa vem calçada no sucesso do longa-metragem de Natal protagonizado por ele, “Tudo Bem no Natal que Vem”, e traz os mesmos créditos na direção (Roberto Santucci) e no roteiro (Paulo Cursino), ambos parceiros de longa data do ator.  A plataforma ficou muito satisfeita por optado pelo riso fácil de um pai/marido que perde a memória e só desperta no Natal, no lugar do humor ácido do Porta dos Fundos, que lhe trouxe apedrejamentos de setores conservadores e pendengas judiciais, mas também um Emmy Internacional.

Por aí, constata-se que o interesse no mercado brasileiro tem a bilheteria, e não a cobiça por prêmios, como prioridade. A Netflix vai manter lá fora, com foco nos Estados Unidos, os investimentos para competir com grandes grifes na disputa dos principais tapetes vermelhos mundiais.

Em “Vizinhos”, Hassum vive um sujeito que é muito estressado e recebe recomendação médica para mudar para o interior e desacelerar. Mas seu vizinho, personagem de Maurício Manfrini, o Paulinho Gogó, não permitirá que ele sossegue. O elenco traz ainda Júlia Rabello.

A lista de produções nacionais inclui também outro hit da plataforma, Larissa Manoela, a “Lulli”, uma estudante de medicina que toma um choque em um aparelho de ressonância magnética e passa a ouvir os pensamentos alheios.

O roteiro é de Thalita Rebouças, que já fez “Pai em Dobro”, com Maisa Silva, e assina também “Confissões de uma Garota Excluída”, com Klara Castanho, sob direção de Cesar Rodrigues (“Modo Avião”).

Tem ainda “Carnaval”, onde a influenciadora digital Nina descobre um vídeo de traição do namorado
sendo viralizado e, para superar o término, usa seus contatos para viajar para
Salvador no Carnaval, junto das três melhores amigas, com tudo pago. O elenco traz Giovana Cordeiro, Gkay, Bruna Inocencio, Samya Pascotto e Flavia Pavanelli.

Enfim, temos aí um cardápio todo moldado para menores de 30, no mínimo.

Outra novidade no pacote é “Ideias à Venda”, um reality show comandado por Eliana. Quatro empresários poderão se desenvolver e mostrar seus produtos a um júri técnico e a outros 100 consumidores. A produção é da Floresta Produções. Os empreendedores terão de provar por que suas ideias merecem uma chance com um bom investimento financeiro, ou seja, algo que, ao menos pela descrição, já vemos no “Shark Tank”, da Sony.

A série de Bruno Gagliasso, com gravações na Espanha e no Brasil, vai ficar para 2022. Descrita como um thriller “de intriga e ação”, “Santo” “flerta com o terror”. Santo é um narcotraficante cujo rosto nunca foi visto e que é investigado pelos policiais federais Ernesto Cardona (Bruno Gagliasso) e Miguel Millán (Raúl Arévalo). “Radicalmente opostos, eles terão que aprender a colaborar um com o outro para resolver o caso e manter suas vidas seguras”, informa a sinopse.

A 5ª e última temporada de “La Casa de Papel” foi anunciada “para breve”, sem data, assim como a 4ª temporada de “Cobra Kai” e a 3ª safra de “Sex Education”.

Em termos de elenco, a produção mais ousada é “Don’t Look Up”, filme que conta a história de dois astrônomos iniciantes que empreendem uma grande turnê midiática para alertar a humanidade sobre um cometa que se aproxima e poderá destruir o planeta Terra. O longa une Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence, contando ainda com Rob Morgan, Jonah Hill, Tyler Perry, Timothee Chalamet, Ron Perlman, Cate Blanchett e Meryl Streep. Ariana Grande também aparece entre os créditos.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione