Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo

No resgate de ‘No Limite’, Globo prefere ex-BBBs sem passagem pela Record

Marcos Mion chegará à Globo para apresentar edição especial de "No Limite" / Divulgação

A Globo vai fazer uma edição especial de “No Limite” só com ex-BBBs, e isso já é novidade cravada pelo diretor de núcleo de reality shows da Globo, J.B. de Oliveira, o Boninho. “Quem você quer ver” no programa?, pergunta ela pelo Twitter/Instagram.

Dizem que a lista já está pronta. A pergunta, no caso, seria mera estratégia para aquecer os tuiteiros de plantão, ávidos por uma interatividade com o Big Boss dos realities da Globo.

Um dos critérios para formar o elenco seria não ter participado de “Power Couple”, “A Fazenda” ou qualquer outro reality da Record. O mesmo, no entanto, não se aplica a Fanny, que chegou a apresentar programa na RedeTV!

Faz parte do show da Globo frear nomes que fizeram sucesso em outro canal, mesmo tendo nascido e sido criado sob os telhados da emissora.

Para quem não foi, então, a prova de resistência é mais rígida. Primeira vencedora de um reality show de confinamento no Brasil, Bárbara Paz demorou dez anos, a contar das barras de ouro recebidas de Silvio Santos, para ser aceita na tela da Globo. E olhe que ali temos uma grande atriz, e não qualquer influenciadora ou crossfit.

Aos mais novatos, convém contar que o “No Limite” foi um programa apresentado por Zeca Camargo, e coordenado pelo mesmo Boninho, que testava a resistência de seus concorrentes em meio a cenários naturais, como rios, mares e montanhas.

Fora da Record há pouco mais de um mês, Marcos Mion é nome certo para chegar à Globo como apresentador deste revival. Só falta anunciar oficialmente o feito. Como se vê, a exceção à regra que barra egressos do crachá da Record tem um grande e único representante.

Ele, que só passou pela Globo como ator, ainda nos idos do seriado “Sandy & Júnior”, fará sua estreia como apresentador pela emissora, engrossando um bonde de talentos da antiga MTV Brasil a quem a Globo deu voz, como Fernanda Lima, Zeca Camargo, Maria Paula, Astrid (via GNT), Marcelo Adnet, Tatá Werneck e Dani Calabresa, entre outros nomes.

Além de estar no ponto como grande apresentador, seguro do que diz, capaz de se abastecer de bons argumentos para escapar de eventuais ciladas ao vivo e de fazer um bom discurso de própria voz, sem teleprompter,  Mion tem o perfil que a Globo valoriza muito nos dias atuais: interessado em inclusão e causas sociais, e eixo de família afetivamente bem resolvida.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione