Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo
Minha novela

Globo voltará ao sertão em fevereiro para novas gravações da novela das onze

Patrícia Pillar volta ao sertão nordestino em parceria de George Moura e José Luiz Villamarim, mesmo time de 'Amores Roubados'. Foto de Estevam Avellar/Divulgação

Após longo expediente de gravações no sertão, no ano passado, “Onde Nascem os Fortes”, nova macrossérie (ou mininovela) das onze da Globo, passará todo mês de janeiro em estúdio e voltará ao nordeste em fevereiro. Serão mais dois meses e meio de gravações entre os estados da Paraíba e do Piauí, concluindo 53 capítulos.

A estreia é aguardada para abril.

De George Moura e sérgio Goldenberg, a obra tem direção de José Luiz Villamarim e Walter Carvalho, reeditando uma parceria que já fez grandes êxitos em “O Canto da Sereia”, “Amores Roubados” e “O Rebu”, sem falar no filme “Redemoinho”, estreia de Villamarim no cinema.

No enredo, Maria (Alice Waegmann) e seu irmão gêmeo, Nonato (Marco Pigossi) viajam para Sertão, terra natal de sua mãe, a engenheira química Cássia (Patrícia Pillar) em busca de novas trilhas de bicicleta. Lá, maria se apaixona pelo jovem empresário  e paleontólogo Hermano (Gabriel Leone), filho de Rosinete (Débora Bloch) e Pedro Bouveia (Alexandre Nero).

Mas Nonato desaparece após flertar com a sedutora Joana (Maeve Kinkings), funcionária e amante de Pedro Gouveia, e a irmã dele, desconfiada do envolvimento da família no sumiço do irmão, afasta-se de Hermano.

O caso leva Cássia de volta à cidade depois de muitos anos e ela terá então o apoio de Ramiro (Fábio Assunção), um juiz de Direito, inimigo de Pedro, que tem interesses escusos por trás do suposto altruísmo.

 

 

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione