Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo
Minha novela

Globo deixa nas mãos de Aguinaldo Silva decisão sobre sua próxima novela

Seja qual for a novela, Cauã Reymond e Marina Ruy Barbosa serão casal central

Antes mesmo de escolher entre duas sinopses qual será sua próxima novela para a faixa das 21h da Globo, o autor Aguinaldo Silva já tem assegurada pela direção da Globo a escalação do casal central de sua história: Cauã Reymond e Marina Ruy Barbosa farão o par romântico da trama, seja ela “Enquanto o Lobo não vem” ou “O Sétimo Guardião”.

Sim, “O Sétimo Guardião”, que Aguinaldo chegou a engavetar para outra ocasião para quitar eventuais questões jurídicas com Silvio Cerceau, um de seus ex-alunos, que reivindica coautoria da sinopse, volta a ser cotada para a vaga de novela das 9 do segundo semestre de 2018, logo após “De Volta para Casa” (título provisório), de João Emanuel Carneiro. Aliás, é a história mais cotada para o momento.

O autor se reuniu com o diretor do núcleo de novelas da Globo, Silvio de Abreu, e com a diretora da Área de Desenvolvimento Artístico, Mônica Albuquerque, nos Estúdios Globo, no Rio, na tarde desta terça-feira.

Na ocasião, Abreu e Albuquerque deram a Aguinaldo a opção de escolher qual das duas tramas ele quer fazer agora. Pelo que já foi visto e revisto até aqui, a reivindicação de Cerceau não teria efeito jurídico para colocar a produção em risco, o que deixa o caminho aberto para sua livre escolha.

Além disso, contra “Enquanto o Lobo não vem” pesa uma infeliz semelhança com a novela de João Emanuel: na história de Aguinaldo, uma personagem desaparece e depois ressurge, situação que pode remeter à do cantor de axé que finge estar morto, protagonista do folhetim de João Emanuel, que substituirá “O Outro Lado do Paraíso”.

Por esse conjunto de fatores, é bem provável que “O Sétimo Guardião” seja retomada.

A chefia da Globo só pediu que Aguinaldo tome logo uma decisão, já que o trabalho de produção de sua novela tem data marcada para começar: 4 de abril. Isso significa que até lá, elenco, locações e equipe terão de estar a postos. A direção artística está nas mãos de Rogério Gomes, o mago Papinha, diretor hoje disputado por 9 entre 10 autores.

Na sequência, após Aguinaldo, está confirmada a estreia de uma nova titular no horário das 21h: Manuela Dias entra para o time da faixa. Ela trabalhou como colaboradora de Duca Rachid e Thelma Guedes, e foi titular nas séries “Justiça” e “Ligações Perigosas” (adaptação). Será a primeira nova aposta da Globo para o seu principal produto, em seis anos – o último autor que a emissora lançou nessa faixa foi Walcyr Carrasco, em 2013, com ”Amor à Vida”, que agora escreve sua segunda novela das 9 na casa.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione