Por Cristina Padiglione | Saiba mais
Cristina Padiglione, ou Padi, é paga para ver TV desde 1990, da Folha da Tarde ao Estadão, passando por Jornal da Tarde e Folha de S.Paulo
Tá Bombando

Boa audiência de ’13 Dias’ na TV endossa que Globo Play não canibaliza Globo. Ainda.

Yasmin (Camila Márdila),grávida, amparada por Marion (Carolina Dieckmann), na série

Lançada em novembro pela Globo Play, a minissérie “Treze Dias Longe do Sol”, série de coprodução entre Globo e O2 Filmes, de Elena Soárez e Luciano Moura, estreou com boa audiência na tela da TV. Isso endossa que a antecipação do programa pela internet não há de canibalizar a audiência da TV, como muitos especialistas no assunto já têm apontado, ao contrário: a prévia na web instiga e estende o tal buzz (repercussão e barulho que um determinado assunto geram, com foco nas redes sociais e blogosfera).

Há que se considerar, também, que ainda é muito pequeno o número de assinantes que se dispõe a pagar por um serviço que antecipa conteúdos com exclusividade e, num passo adiante, que consegue consumir todo esse conteúdo lá oferecido.

 De todo modo, o que temos hoje é o seguinte placar: “Treze Dias Longe do Sol” teve, na Grande São Paulo, 31 pontos de média de audiência e 47% de participação entre as TVs ligadas. No Rio, foram 32 pontos de saldo, com 49% de participação.

No Twitter, a hashtag #TrezeDiasLongeDoSol esteve por 43 vezes nos Trending Topics Mundo e 74 vezes nos TTs Brasil.

A antecipação do programa pela web, pelo menos nesse momento em que só uns poucos privilegiados (e falo isso em termos porcentuais, já que menos de 20% da população tem acesso à plataforma), é um ganho para o chamado boca a boca do produto. Mas, atenção: só é benéfico quando o negócio é bom. Se o tal boca a boca levar um recado ruim, o efeito é absolutamente inverso.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter

Cristina Padiglione

Cristina Padiglione